23 de mar de 2010

" Se beber.... NAO MATE"


             

         É tarde de mais prá dizer para aquele motorista que fugiu embriagado.." se beber, não dirija" sua carreta. Pois é, agora uma familia tem que conviver com a dor da perda de uma pessoa querida, que faz falta a todo instante.

       O que realmente não entendo é por que Josemar Monteiro, meu querido professor do 2 grau, de quem guardo lembranças maravilhosas, e mais 2 pessoas de sua familia, tiveram que ser vítimas fatais de uma irresponsabilidade que não tem RACIONALIDADE.

Veja o que aconteceu com o caminham do "desgraçado" do motorista:

 
 
                              NADA!!!!
                            
          Não que eu esteja querendo que o mesmo morresse, mas que a dor que sinto com essa cena, seja compartilhada por esse estúpido que matou e fugiu. Afinal, a dor da perda só é confortada pela esperança de que um dia todos os bêbados serão condenados, e que essas vítimas agora estão seladas para a eternidade.
            Mas a dor da ausência de um pai, de um esposo, ..... nem a justiça pode retirar.

           "OÓÓÓ Deus, falta quanto tempo, pra o GRANDE DIA DO SENHOR chegar ??? Estamos com saudades "
                

2 comentários:

  1. O que não conseguimos entender é a impunidade que há no nosso Brasil. A lei seca existe porém não existe sequer fiscalização e os motoristas podem negarse a fazer o teste do bafômetro. Uma vergonha!

    O que nos resta é chorar a perda do querido professor Josemar e seus familiares que perderam a vida nesse "estúpido" acidente.

    Chorar de raiva né, porque a tristeza passa e no final de tudo, "naquele dia" não haverá mais lágrimas. Não as nossas!

    ResponderExcluir
  2. Agora também nos resta orar pela vida deste caminhoneiro, que está em uma situação miserável... pois a consciência dele deve o estar acusando tão fortemente, sendo impossível que ele consiga se sentir feliz um dia com o peso deste pecado nas costas. Deus sabe porque levou um filho seu. Enquanto estivermos nesse mundo estaremos sujeitos a tragédias como esta. Mas a promessa que Deus nos deu é a vida eterna,e não esta vida aqui.

    ResponderExcluir