9 de mar de 2011

Como ouso falar de FÉ ?

“Sem fé é impossivel agradar a Deus: porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe, e que é galardoador dos que O buscam” Hb 11:6


Como posso me atrever a falar sobre fé? Não sei, mas algo dentro de mim quer entender o motivo de tantos livros, tantas religiões, tanto se buscar por ela. Ler no dicionário o que é a palavra fé, não quer dizer que você está agora apto a conhecer profundamente seu significado. Se a fé é simplesmente crer em algo que não se vê, nós podemos ser induzidos a pensar que fé é uma mentira em potencial. O que os olhos não podem ver pode ou não ser uma verdade, da mesma forma que existem coisas que não são verdades, mas que os olhos são induzidos a ver como se fosse.

Mesmo que a fé seja uma palavra que não faça acepção de religiões, e nisso incluo crenças derivadas do ateísmo, para os filhos de Deus ela é a essência da filosofia cristã.  Mas mesmo no “cristianismo” ela pode ter vários significados.

Esse simples potencial para o engano traz para essa palavra um peso que não a pertence. Pois fé em nossos dias pode ser muita coisa: fé pode ser um remédio para o sofrimento, pode ser um comportamento mental para a busca do equilíbrio, um produto capitalista, ou mesmo uma forma de autopromoção. Ou ela pode ser viver com Deus. Para todos esses pontos de vista não consigo ver que a fé é algo diferente da verdade que vem de Deus. E se Deus é a verdade, não pode ser uma verdade relativa. Precisa ser 100% verdadeiro, para que a palavra fé seja nobre.

Se andarmos pelo Brasil a fora e perguntarmos para os outros qual a sua “fé”, a grande maioria dirá que acredita em Deus. Mas, se isso fosse mesmo fé, algumas coisas não seriam como são. As pessoas agiriam com mais sabedoria e menos egoísmo. Acreditar não é ter fé. Você pode acreditar que vai chover amanhã, mas se você não saiu com o guarda-chuva não teve fé em sua crendice. O mesmo pode acontecer com nossas crenças. Sem fé, mesmo que você “acredite”, não poderá receber as bênçãos que Deus prometeu por detrás dela.

Segundo alguém que praticou sua fé e escreveu sobre ela: “A fé pode ser falsificada se for operada pelo Enganador, se tiver em sua motivação o egoísmo e a presunção. A fé reclama as promessas de Deus e produz obediência. A presunção também reclama as promessas, mas serve-se delas para desculpar a transgressão.“ (1). Isso foi o que aconteceu com Adão e Eva, quando escolheram o pecado e não acreditaram que morreriam como conseqüência dele, por causa da misericórdia de Deus. “Assim, não é ter fé pretender o favor do céu, sem cumprir condições sob as quais é concedida a misericórdia.” (1)


A bíblia diz que é impossível agradar a Deus sem fé, pois é a fé que move o coração para a busca da verdade. Se existe um só Deus e uma só verdade existe uma só fé. Aquela que acalenta o coração na tribulação, que acredita num amor sem medidas e num ser que é soberano e ao mesmo tempo é seu protetor. A diferença da crença e da fé genuína é que a crença vai de encontro com os desejos e anseios do homem, enquanto a fé te leva aos desejos e planos de Deus.

“Crer exatamente no que Deus diz é o exercício mais elevado que a mente humana é capaz” Comentário Bíblico pg 48

Referencia 1:  O Desejado de todas as nações  -  pg 79

4 comentários:

  1. Quero ter isto todos os dias: ter uma fé que me leve aos planos do "meu Deus"!
    E sei que Ele só quer o meu melhor. sempre e sempre...
    Amo-Te Pai.

    ResponderExcluir
  2. Quando nasce uma criança... quando amanhece um dia o universo assisti a Fé de Deus nos homens... Por que é um milagre acreditar que escolheremos o certo e o amor a Deus, ao semelhante e a nós mesmos... se vc ousa falar em fé o milagre se confirma... Deus acertou de novo... em te amar...

    ResponderExcluir
  3. Que coisa linda Willian ...... vc entendeu bem o que a fé pode fazer por nós.

    ResponderExcluir
  4. Essas são palavras grandiosas que peço a Deus para ajudar-me a vivê-las.

    ResponderExcluir