26 de jun de 2010

Música ás 6 da manhã


    O que eu mais queria as seis da manhã era ter conseguido fechar os olhos nessa noite de sexta-feira, e ter descansado para o sábado, que sempre é uma correria. Mas já que o sono não veio a noite toda, aproveitei para ver alguns vídeos de músicas na internet. Foram tão distintos uns dos outros, que passei então a pensar sobre meu estilo musical, e como minha personalidade musical andava meio dividida.
       Na verdade, a pergunta é: o estilo é algo que apenas TEMOS, ou é uma eterna busca por um caminho ? Se é a música que nos completa como músicos , por que algumas delas insistem em nos deixar ainda vazios ?Isso tem haver com estilos e gostos preferidos ?
       Ouvindo as músicas que chegaram a mim percebi que várias delas insistem em me deixar inerte, sem motivação ou esperança, ainda com um vazio. Falam de Deus, das crenças, da bíblia, mas nada acontece dentro de mim. Outras, no entanto me fazem suspirar, viajar, agradecer, me humilhar: - mas, como Senhor, fazer a música alcançar as pessoas sem que elas voltem vazias  ?
       Confesso que o mais importante Deus me respondeu. A oportunidade de ouvir e ser ouvido, a oportunidade de aprender e ensinar, e é claro, a liberdade de escolher entre a variedade de sentimentos, de notas, de timbres e tessituras, não depende do estilo, Deus é quem nos dá para alcançar cada fim.  É LINDO saber que Deus em tudo isso se faz revelar o seu amor. Nos inspira, nos guia, nos mostra o melhor momento para cada linguagem e nos capacita a sermos eficazes em proclamar a mensagem que é verdadeira, que é necessária, mas que precisa ser inteligentemente moldada para cumprir o seu papel.
      O que tenho mesmo que procurar é aperfeiçoar o meu talento, aproveitar o prazer que é ter a música como instrumento de comunicação e buscar de Deus o poder do toque na alma. Porém existe algo nela que limita cada um de nós. Somos receptores da comunicação e individuais como pessoas. E isso não podemos mudar. Culturas, gostos pessoais, vivência e intelectualidade nos diferenciam uns dos outros, para o bem ou para o mal. Tudo vai depender de sua busca diária por algo espontâneo, sincero e cheio do poder de mudar a trajetória de vidas que nem conhecemos. Isso é poderoso demais! O talento pode ser meu, apesar de ser uma dádiva, mas a busca diária certamente é por algo que não vem de mim.
     Por isso, o Senhor, está amanhecendo e nessa hora, te peço, por algo extraordinário, que é a certeza de que o futuro é te servir. Apenas te peço, me mostre o rumo a seguir, e que tudo seja por Ti e não por mim.

2 comentários:

  1. Olá Polly! Confesso que quanto a essas suas indagações, ultimamente têm sido também as minhas... Pena que não podemos estalar os dedos e tudo ser resolvido de uma hora para outra. As tragédias humanas acabarem, a natureza retornar ao seu estado original, nosso Jesus voltar...
    Penso que fazemos parte de um processo. Que um dia, com fé em Deus, terá fim.
    Mas o bom é que em meio a este processo podemos reunir informações, experiências, aprendizado... Evoluirmos... não no sentido de Darwin... Mas no sentido de que Deus já tem um plano preestabelecido e quer ver-nos alcançar o sucesso no final.
    Por que existem músicas que insistem em nos deixas ainda vazios???
    Antes de ministrar louvores na igreja, ouvia muitos estilos de músicas... E mesmo durante algum tempo antes de Deus me chamar para o ministério da música eu ainda ouvia certas músicas seculares... (antena 1, pop rock, etc...) Porém com o tempo meu gosto foi ficando “refinado” rsrs... Vi que isso não era uma questão de gosto... era uma questão de atuação do Espírito Santo em mim.
    Porém, vejo que Deus age com cada pessoa de um modo diferente. Exatamente por isso: não somos todos iguais. Para mim Ele pode dar uma direção, para outros, outra direção, enfim...
    Aquele negócio: unidade na diversidade.
    E, ainda, com o tempo fui percebendo a dimensão desse ministério. O Ministério da Música não é somente desenvolver um talento (ainda mais porque temos o privilégio de ter esse dom), mas é a percepção divina da importância que é ganhar almas para o Senhor através de uma música. Parece simples, mas como você mesmo disse: é algo poderoso demais!
    E a música é um meio poderosíssimo para isso, já que não existe quem não gosta de música...
    De fato, essa é uma busca diária. Tenho visto pessoas sento tocadas. Isso é maravilhoso.
    Existem músicas que agradam os sentidos. Mas a música de Deus tem que tocar a alma. Pois daí pode haver transformação na vida de uma pessoa. E plagiando a mastercard: “Isso não tem preço”... Vermos pessoas anteriormente dominadas pelo poder das trevas decidindo aceitar o nosso Jesus e deixando-O transformar suas vidas... isso é PODEROSO!... Não tem preço.
    Creio que devemos somente deixar Deus dirigir nossos pensamentos. Muitas vezes Ele utiliza pessoas para nos direcionar, dizer qual caminho andar, dar sugestões, além de, é claro, dar-nos Sua palavra – ter sempre a orientação bíblica, do Espírito de Profecia, Revista Adventista, Blogs evangélicos, mesmo os que não fazem parte de nossa igreja.
    E talvez inconscientemente, você também já deu sua resposta: “O que tenho mesmo que buscar é aperfeiçoar o meu talento , aproveitar o prazer que é ter A MÚSICA como instrumento de comunicação”... e “Tudo vai depender de sua busca diária por algo expontâneo, sincero e cheio do poder de mudar as tragetória de vidas que nem conhecemos”.
    Deixe Deus “comandar” a situação. Só isso. E basta para cada dia suas próprias preocupações.

    ResponderExcluir
  2. Agora que vc deu uma paradinha para respirar;observe mais e ouça mais... Tranquilize o seu viver e viva com mais leveza. Não existe cobrança. Relaxe e curte a vida. Beijos Te Amo.

    ResponderExcluir